Pular para a Navegação Principal

Como Ser Mais Autossuficiente Espiritualmente

Elder Dryden CP Image x250.jpg
Elder Robert A. Dryden Setenta de Área

Como avaliamos a importância da Autossuficiência espiritual e temporal? 

O Presidente Thomas S. Monson disse: “Sejamos Autossuficientes e independentes ... a Salvação não pode ser obtida por meio de nenhum outro princípio.”

Como podemos então melhorar a nossa autossuficiência espiritual? O Apóstolo Paulo definiu essa condição que o homem deve alcançar para ser verdadeiramente autossuficiente espiritualmente. É a condição na qual um homem obteve o direito de ter a vivência do Evangelho escrita “não com tinta, mas com o Espírito do Deus vivo, não em tábuas de pedra, mas nas tábuas de carne do coração.”[i]

Uma História Notável

Ocasionalmente, um membro exibe uma progressão verdadeiramente notável rumo à autossuficiência espiritual. O Paulo é um desses casos.

Era o mais novo de cinco irmãos, criado num lar e num distrito onde o consumo de álcool, as drogas, o abuso, a violência, e a prisão faziam parte de uma vida normal, levando à pobreza e às dificuldades familiares. Essa pobreza levou muitas vezes o Paul a ser solicitado a roubar comida para alimentar a família. Na sua juventude sofreu muita violência doméstica.

Seguem-se os passos que o levaram a progredir e as suas conquistas em pouco mais de um ano:

O Livro de Mórmon tornou-se na sua paixão. O Espírito Santo surpreendeu-o ao tornar-se no seu companheiro constante. Foi chamado para ser missionário da ala e o sucesso levou-o a ver batismos e reativações. Ele identificou (com ajuda) e batizou vicariamente 65 membros da sua linhagem direta. Recebeu um carro de um irmão que reconheceu o seu enorme zelo pela obra do Senhor. O Paulo é agora autossuficiente. Recebei o Sacerdócio de Melquisedeque e foi chamado para servir como dinamizador no programa de recuperação de dependências da estaca. Ele trabalhou no cuidado aos sem abrigo da sua cidade. Ele organizou e realizou reuniões familiares para os novos membros, pesquisadores e membros recém reativados. Foi designado para discursar na Conferência de Estaca; recebeu a sua investidura no templo. Realizou o seu sonho de assistir a uma Conferência Geral ao vivo com o missionário que o encontrou e o batizou. Os seus olhos encheram-se de lágrimas quando o Presidente Monson entrou na sala de conferências.

A introdução da Primeira Presidência ao curso o “Meu Alicerce” dos serviços de Autossuficiência, incentiva-nos a estudar e a aplicar diligentemente os princípios de Autossuficiência e promete-nos que ao fazê-lo, seremos abençoados na nossa vida.

Alcançamos a Autossuficiência espiritual à medida que seguimos as diretrizes da Primeira Presidência e praticamos diligentemente devoções simples na nossa vida pessoal e familiar dia após dia.

  1. Guardar os Mandamentos de Deus.[ii]    

  2. Pesquisem as escrituras (nomeadamente o Livro de Mórmon) e aprendam a … “prosseguir, banqueteando-vos com a palavra de Cristo”[iii]  

  3. Orem do coração e “Quando não clamardes ao Senhor, deixai que se encha o vosso coração, voltado continuamente para ele em oração...”[iv]

Os ensinamentos de Brigham Young estão poderosamente em harmonia com os da Primeira Presidência no que diz respeito ao caminho que conduz à autossuficiência espiritual.

Brigham Young disse: “Nós... tomamos todas as leis, regras, ordenanças e regulamentos contidos nas Escrituras e praticamo-los o mais que conseguirmos, e depois continuamos a aprender e a melhorar até conseguirmos viver cada palavra que procede da boca de Deus.”[v]

“O povo não consegue receber as leis na sua perfeita plenitude; mas consegue receber um pouco de cada vez, um pouco hoje e outro tanto amanhã e mais um pouco na próxima semana... se desejarmos agir com base na plenitude do conhecimento que o Senhor decidiu revelar, linha sobre linha, aos habitantes da Terra, devemos melhorar em cada porção que for revelada.”[vi]

A sua mensagem confirma que o “nosso crescimento pessoal do Evangelho é feito passo a passo, linha sobre linha, à medida que vivemos os princípios que aprendemos,”[vii]em nome de Jesus Cristo, Amém.

 


[i] 2 Coríntios 3:3

[ii] Mateus 23:35-40

[iii] 2 Néfi 31:20

[iv] Alma 34:27

[v] Discursos de Brigham Young 3

[vi] Discursos de Brigham Young 4

[vii] Ensinamentos dos Presidentes da Igreja; Brigham Young (1997) 21-27