Um Momento Inesquecível

    Um Momento Inesquecível

    Nos passados dias 25 e 26 de abril de 2014, realizou-se a reunião do quórum de sumos sacerdotes da estaca de Coimbra. O que a tornou especial foi o facto de ter sido realizada no templo de Madrid e vai perdurar para sempre na memória de todos os participantes.

    Tudo começou em Novembro do ano passado, em Castelo Branco, durante a última reunião do quórum de sumos sacerdotes, cujo tema central foi o templo e a história da família. Enquanto ouvíamos as instruções dadas que nos enfocavam no templo, o presidente Paulo Costa, presidente da estaca de Coimbra, sentiu que devia desafiar todos os sumos sacerdotes a estarem presentes na próxima reunião, a ser realizada nos dias 25 e 26 de abril, no templo de Madrid. Fez-se silêncio. Sentiu-se o Espírito Santo de forma muito forte e serena. Alegremente, todos aceitaram o desafio.

    Os 6 meses voaram e o grande dia chegou! A estaca organizou um autocarro, um hotel perto do templo para passar a noite e um programa muito especial para os 2 dias, que incluía principalmente, uma sessão de investidura do templo especial só para os membros da estaca de Coimbra e uma reunião de instrução, no centro de estacas, com a presença do presidente do templo, que finalizaria com uma sessão de testemunhos.

    “O templo estava ansioso pela vossa chegada”, revelou o presidente do templo quando chegámos. Dois dos nossos irmãos iam realizar as suas próprias ordenanças. Prontamente, todos se prepararam para a sessão de investidura. Sabiamente, escolheram o presidente Costa para oficiar a sessão. “Eu gostava que todos pudessem ter estado no meu lugar! Olhar, ver a sala repleta de portadores do sacerdócio e saber que conhecemos e amamos cada rosto brilhante que nos olha de volta… é algo único e inesquecível”, afirmou o presidente Costa. Todos partilharam do mesmo espírito forte que se fez sentir. Os primeiros esperaram pelos últimos na sala celestial. Por fim, entrou o presidente Costa. Foram apenas breves momentos de silêncio mas fomos todos envolvidos por um doce espírito de união e amor fraternal.

    No dia seguinte, fomos instruídos e nutridos pela boa doutrina de Cristo, pelo presidente do templo e pelo presidente Costa, que mais uma vez nos enfocaram no templo, nos lembraram quem somos e quais as nossas responsabilidades. Seguiu-se a sessão de testemunhos. O Espírito do Senhor, em cada momento, tocou o coração de todos.

    Desta experiência jamais nos esqueceremos. O testemunho de todos saiu fortalecido. Estreitaram-se os laços entre todos. Sentimo-nos mais unos de coração e vontade, com mais vontade de viver em retidão, de estender a mão aos nossos irmãos e não descansaremos enquanto não os trouxermos a Sião, de volta ao lar celestial. Em suma, a nossa visão passou a ser só uma: queremos ver todos, vestidos de branco, nos altares do templo do Senhor.