Pular para a Navegação Principal
Mensagem da Liderança da Área

Receber Orientação Espiritual do Senhor Jesus Cristo

Elder Johnson

Já alguma vez se encontraram numa situação difícil e sentiram que precisavam da orientação do Senhor? Ele conhece-nos e disponibiliza a Sua orientação quando esta é necessária. Podemos aumentar as nossas hipóteses de entender as Suas orientações.

Temos a Sua orientação ao nosso dispor sob diversas formas. Temos acesso às sagradas escrituras e às palavras dos profetas e apóstolos vivos. Recebemos orientação de outros líderes e daqueles que estão ao nosso redor. A orientação também pode chegar através de sonhos, visões ou visitas, mas a maioria da inspiração direta que recebemos, vem através da voz mansa e delicada do Espírito. O Senhor declarou: “...Eu te falarei em tua mente e em teu coração, pelo Espírito Santo... Ora, eis que este é o espírito de revelação…”1 Pensamentos podem vir à nossa mente e sentimentos ao nosso coração. O Espírito pode comunicar-se connosco por meio de pensamentos e sentimentos. Se não tivermos cuidado, podemos não nos aperceber deste tipo de comunicação.

O presidente Boyd K. Packer ensinou:


“O Espírito não capta a nossa atenção falando aos gritos ou abanando-nos com força. Em vez disso, Ele sussurra. Acaricia-nos tão suavemente que, se estivermos preocupados, podemos não o sentir...” “Ocasionalmente, pressiona-nos apenas o suficiente para que prestemos atenção. Mas na maioria das vezes, se não atendermos ao sentimento suave, o Espírito retira-se e aguarda que o busquemos e queiramos ouvir... ” 2


Se a inspiração do Espírito geralmente vem através de pensamentos suaves e sentimentos delicados, como é que podemos aumentar a nossa capacidade de reconhecer este tipo de inspiração? Se alguém nos sussurrasse algo e nós tivéssemos dificuldade em escutar, por certo tentaríamos diminuir os demais ruídos que pudessem interferir com os sussurros e procuraríamos, também, aproximar-nos da pessoa que estivesse a sussurrar.

Temos coisas na nossa vida que geram “ruído” espiritual e que podem interferir com a nossa capacidade de entender ou até mesmo de sentir a inspiração do Espírito. Grande parte do que vemos nos media, nos nossos dias, não é edificante e pode gerar ruído espiritual na nossa vida. Também podemos ser tão consumidos pelos meios de comunicação social e estar tão focados nos nossos dispositivos digitais que podemos perder a serenidade que advém de nos afastarmos dos ruídos do mundo e que nos ajuda a sentir a inspiração que vem do Senhor. O pecado gera ruído espiritual na nossa vida. O arrependimento, a adoração devida no dia do Senhor, e o dedicar tempo para estudar o evangelho, ponderar e orar aproxima-nos do Senhor e silencia o ruído do mundo. Isto aumenta a nossa capacidade de sentir e compreender os pensamentos e os sentimentos que nos chegam do Espírito Santo.

Devemos ter cuidado para não forçar ou insistir na orientação do Senhor em todas as coisas. O Elder Dallin H. Oaks ensinou que:

“O desejo de ser guiado pelo Senhor é uma força, mas deve ser acompanhado pelo entendimento de que o nosso Pai Celestial deixa muitas decisões à nossa responsabilidade. A tomada de decisões é uma das fontes do crescimento que é suposto vivenciarmos na mortalidade...  “Devemos estudar as coisas na nossa mente, por meio do poder do raciocínio que o nosso Criador colocou dentro de nós. E depois, devemos orar por orientação e agir de acordo com aquilo que recebermos. Se não recebermos orientação, devemos agir de acordo com o nosso senso comum. As pessoas que persistem em procurar orientações reveladoras em assuntos sobre os quais o Senhor não escolheu orientar-nos podem fabricar uma resposta fruto da sua própria imaginação ou preconceito, ou até mesmo receber uma resposta por meio de uma falsa revelação”. 3

À medida que vivermos a nossa vida de acordo com os nossos convénios e encontrarmos formas de silenciar os ruídos do mundo que nos rodeia, poderemos receber, mais facilmente, as orientações do Senhor quando Ele as conceder.

______________________

1 D&C 8:2-3

2 Boyd K. Packer, The Candle of the Lord, Ensign, Jan. 1983, 53. 

3 Dallin H. Oaks, Our Strengths Can Become Our Downfall, Ensign, Out. 1994, 13-14