Hábitos Espirituais

    Mensagem da Liderança da Área

    Elder Massimo De Feo, Itália
    Elder Massimo De Feo, Itália Segundo Conselheiro, Presidência da Área da Europa

    Desenvolver e melhorar bons hábitos espirituais não é uma tarefa fácil, nem automática, para a maioria das pessoas.  O caminho para o desenvolvimento espiritual é geralmente desigual e difícil.

    Enquanto me preparava para servir uma missão a tempo inteiro, fui ter com o meu Presidente de Ramo e perguntei-lhe o que devia fazer para servir com honra. Ele deu-me uma lista que incluía o estudo das escrituras, a preparação espiritual e física e até conhecimentos de culinária. À medida que comecei, alegremente, a preparar-me de todas as formas para ser um “grande missionário”, percebi que algumas coisas eram mais fáceis de fazer do que outras e que algumas eram mesmo bastante difíceis. No entanto, esforcei-me ao máximo para me tornar no tipo de missionário que o Senhor esperava de mim, apesar de todos os desafios que tive de enfrentar nesse período. 

    A preparação não foi fácil, mas proporcionou-me verdadeiras bênçãos de que ainda hoje desfruto. Continuo a valorizar muitas das doces lembranças das pessoas que conheci como missionário e das experiências espirituais que tive. Ao seguir os conselhos dos meus líderes, mesmo quando era difícil, acabei por me tornar no missionário que o Senhor desejava que eu me tornasse e, com o passar do tempo, eles acabaram por fazer parte da minha vida e do meu ser espiritual.

    Da mesma forma, quando nos esforçamos por alcançar resultados mensuráveis em qualquer área em que desejemos melhorar, nem sempre é fácil seguir instruções, aplicar regras rígidas ou simplesmente permanecer focado. A título de exemplo, se desejamos manter o nosso corpo físico saudável e forte, devemos praticar exercício com frequência e consumir alimentos e água regularmente. Se não o fizermos, ficaremos fracos ou doentes e, se não tivermos cuidado, poderemos até morrer. Um equilíbrio perfeito deve incluir não apenas as coisas que devemos fazer para nos mantermos saudáveis, como também as que devemos evitar, tais como substâncias e práticas nocivas que podem ser prejudiciais ao nosso corpo.

    Os mesmos princípios aplicam- se ao nosso corpo espiritual, que deve ser constantemente nutrido para se manter saudável e vigoroso. A dieta espiritual deve incluir bons hábitos que nutram o espírito e o cuidado de evitar tudo o que o possa prejudicar. Em suma, é importante providenciar o que é necessário com abundância e em intervalos regulares de modo a garantir uma nutrição constante.

    A dieta espiritual deve incluir exercícios espirituais regulares, tais como a oração diária, o estudo das escrituras, a prestação de atos de serviço e um alimento espiritual semanal. Esse alimento é obtido quando tomamos o sacramento, assistimos às reuniões da Igreja e jejuamos mensalmente. Regularmente, renovamos a nossa recomendação para o templo de modo a garantir que os elementos espirituais nos são fornecidos em doses equilibradas e que o nosso corpo espiritual é devidamente nutrido. Por vezes, é necessário jejuar e orar por ajuda para conseguirmos proporcionar ao nosso espírito força e energia adicionais para enfrentar determinados desafios.

    Quando me lembro da minha experiência missionária e de como foi difícil, e ao mesmo tempo maravilhosa, a fase da preparação, penso nos filhos de Mosias que entenderam a grande importância de nutrirem o seu espírito com energia adicional abundante, obtida através de hábitos espirituais.


    “…porque eram homens de grande entendimento e haviam examinado diligentemente as escrituras para conhecerem a palavra de Deus. Isto, porém, não é tudo; haviam-se devotado a muita oração e jejum; por isso tinham o espírito de profecia e o espírito de revelação; e quando ensinavam, faziam-no com poder e autoridade de Deus”.

    Alma 17: 2-3

    O exercício espiritual diário também é essencial para manter um testemunho e garantir que a certeza vence a dúvida, pois o nosso testemunho atual não prevalecerá connosco se não fizermos por mantê-lo. Assim como a prática de exercício físico pode desenvolver os nossos músculos e aumentar a nossa força, para fortalecermos e perpetuarmos o nosso testemunho devemos ter rotinas espirituais diárias consistentes.

    A tendência do homem natural é esperar sempre mais do Senhor do que de si mesmo. À medida que desenvolvemos hábitos espirituais mais fortes e experimentamos uma poderosa mudança de coração ao nutrirmos o nosso espírito regular e adequadamente, esses hábitos espirituais passam a fazer parte de nós e levam-nos a esperar mais de nós mesmos e menos do Senhor. 

    Que possamos trabalhar diligentemente para preparar, treinar e nutrir o nosso espírito, tal como fazemos com o nosso corpo físico, desenvolvendo bons hábitos espirituais e evitando os hábitos destrutivos do mundo. Pode ser doloroso e difícil no início, mas vale certamente a pena, quando começamos a desfrutar das bênçãos deste processo espiritual de crescimento e de bem-estar.

    Hábitos Espirituais