Pular para a Navegação Principal

Estendam a Mão Nesta Época Especial do Ano

Elder Paul V. Johnson, 1º Conselheiro, Presidência da Área da Europa
Elder Paul V. Johnson 1º Conselheiro, Presidência da Área da Europa

O Presidente Thomas S. Monson disse: “Não há melhor época do que esta, a época Natalícia, para que, todos nós, nos dediquemos aos princípios ensinados por Jesus Cristo. É a época para amarmos o Senhor nosso Deus com todo o nosso coração e ao nosso próximo como a nós mesmos.”[i] O Salvador serviu ao próximo toda a Sua vida e a época Natalícia é a altura perfeita para ministramos a outros.  

O Presidente Monson também disse: “Meus irmãos e irmãs, a verdadeira felicidade desta época não é alcançada pela correria e reboliço para fazer mais coisas nem pela compra de presentes por obrigação. A verdadeira felicidade é alcançada quando demonstramos o tipo de amor e compaixão inspirados pelo Salvador do Mundo, que disse: “Quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos... a mim o fizestes.”[ii] Não há melhor época do que esta do Natal, para encontrar alguém que precisa das nossas mãos e corações prontos a ministrar.

Se abrirmos os nossos olhos e os nossos corações, podemos encontrar alguém a quem abençoar com a nossa bondade nesta época especial. Podemos orar por inspiração para saber quem precisa da nossa ajuda. Pode ser um refugiado, um vizinho, um membro da nossa ala ou ramo ou um membro da família. 

Podemos orar por inspiração para saber como ajudar. Pode haver alguém que precise de um amigo e nós podemos ser esse amigo. Podemos ajudar alguém que esteja só e precise do nosso tempo e atenção. Podemos abençoar alguém que se debata com a doença ou a morte de um ente querido. Alguém pode estar a passar por dificuldades financeiras e nós podemos ajudar uma família a desfrutar de alguns presentes simples na época Natalícia. Podemos encontrar alguém com problemas físicos ou emocionais que seria edificado pela amizade, amor e serviço. 

O serviço que prestamos pode ser simples e não parecer nada heroico, mas ainda assim, pode ter um enorme impacto. O meu primeiro Natal longe de casa foi quando servia uma missão na Noruega. Eu só estava no país há dois meses. Sentia falta da família e das nossas tradições familiares. Uma família membro da Igreja foi suficientemente simpática para me abordar, a mim e ao meu colega, e nos convidar para passar a véspera de Natal com eles. Eles não tinham muito dinheiro, mas tinham uma série de crianças entusiasmadas por ser Natal. Foram suficientemente generosos por partilhar a sua deliciosa refeição connosco e por nos permitirem juntarmo-nos a eles na celebração do Natal. Até nos deram um presente de Natal simples. A bondade que demonstraram há 40 anos é uma doce memória que ainda perdura.

O Presidente Howard W. Hunter deu-nos muitas ideias de coisas que podemos fazer nesta época Natalícia. Reparem como muitas destas sugestões envolvem abençoar outras pessoas:

Este Natal, emendem uma discórdia. Busquem um amigo esquecido. Rejeitem a desconfiança e substituam-na por confiança. Escrevam uma carta. Tenham uma resposta meiga. Encorajem a juventude. Manifestem a vossa lealdade por palavras e ações. Cumpram uma promessa. Esqueçam o ressentimento. Perdoem um inimigo. Peçam desculpa. Tentem entender os outros. Examinem as vossas exigências em relação aos outros. Pensem primeiro nos outros. Sejam amáveis. Sejam gentis. Riam um pouco mais. Expressem gratidão. Acolham um desconhecido. Alegrem o coração de uma criança. Desfrutem da beleza e das maravilhas da Terra. Expressem o vosso amor e depois voltem a expressá-lo.[iii]

Na época Natalícia celebramos o nascimento do Filho de Deus, o nosso Salvador. Estendamos as nossas mãos, como Ele o faria, para aqueles que precisam sentir o Seu amor nesta época do ano tão especial.

 


[i] Thomas S. Monson, Devocional de Natal da Primeira Presidência, dezembro de 2000

[ii] Thomas S. Monson, Devocional de Natal da Primeira Presidência, dezembro de 2009

[iii] The Gifts of Christmas (Os Presentes de Natal), Ensign, dezembro 2002