Ensinar, Casar e Batizar

    Ensinar, Casar e Batizar

    Um dos clichés mais banais que são utilizados talvez seja; “Existem momentos que ficam para sempre registados na nossa mente e coração.” Para mim, desde que retornei à atividade plena na igreja, esta realidade foi alterada para o seguinte:

    “Tudo quanto for registado no coração de um individuo pelo Espírito Santo de Deus, fica eternizado e gravado como que por fogo para não mais poder ser negado, registado no ADN da sua alma vivente.” 

    Um desses momentos para mim, e oro para que tenha sido também para todos os que participaram e estiveram presentes, foi com toda a certeza o serviço batismal que ocorreu na capela da ala do Barreiro 1 no passado dia 23 de Fevereiro. Sete almas assinalaram a sua entrada na igreja e reino do Senhor com a descida às águas do batismo.

    Todos fomos testemunhas oculares dos milagres que sucederam na vida destes nossos irmãos. Vou dar a conhecer a história de conversão de uma família completa que foi batizada e os passos que antecederam este acontecimento. 

    Depois das palestras e de ter sido marcada a data do batismo, a família começou todos os esforços para organizar o casamento civil do casal e o serviço batismal, bem como todos os membros do recém formado ramo do Barreiro.

    O casamento foi realizado pelo Presidente do ramo e tudo foi planeado ao pormenor e com a devida antecedência. Durante a cerimónia civil, estavam presentes quase 100 pessoas convidadas, na sua maioria não membros da igreja. Muitos registaram os seus nomes e moradas de modo a 'receberem em sua casa uma lembrança do casamento' preparada por um comité que envolveu a Sociedade de Socorro, a Presidência do Ramo, o Quórum dos Elderes. Foi uma excelente oportunidade missionária que gerou muitas referências para os missionários e inclusive alguns batismos posteriormente.

    Depois do casamento no sábado, quatro das cinco pessoas desta família foram batizadas no dia seguinte, domingo.

    O Presidente da Missão aceitou o convite e esteve presente com a sua esposa. O Presidente Raul Estela, 2º conselheiro na presidência da estaca, presidiu a reunião que teve lugar na capela da ala do Barreiro.

    Foram 7 pessoas batizadas das 3 unidades mais próximas; ramo Barreiro 2, ala Barreiro 1 e ramo Vasco da Gama. O serviço batismal foi dirigido pelo Presidente Luís Vaz, presidente do novo ramo do Barreiro.

    Estavam presentes no salão sacramental da capela do Barreiro 1 cerca de 100 pessoas, com muitos investigadores e familiares do casal. A maioria das pessoas deslocou-se por meios próprios e fez questão de estar presente para assistir ao convénio batismal desta família. O salão estava repleto de irmãos e irmãs das 3 unidades referidas. Tivemos um lanche como habitual no final e tudo correu muito bem. 

    Oro para que o Senhor nos continue a favorecer, quer em termos de trabalho e estabilidade para podermos ajudar mais pessoas, mas também, para que abençoe estas pessoas com as habilidades e capacidades que elas têm para poderem crescer, converterem-se e que possam permanecer firmes na Igreja. E assim, daqui a 1 ano que possamos estar todos presentes no Templo do Senhor para testemunharmos novamente este casal a realizar o seu selamento, um outro convénios com o nosso Pai e nosso Deus.