Pular para a Navegação Principal

Apoiar os Novos Membros

Apoiar os Novos Membros
Mensagem da Liderança da Área


Elder Francisco J. Ruiz de Mendoza, Espanha
Setenta de Área 

RuizdeMendoza_200x250.jpg


Setenta de Área 

À medida que o Trabalho de Salvação avança, é com grande alegria que vemos um número sempre crescente de filhos de Deus tornarem-se membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, 'a única igreja verdadeira e viva na face de toda a Terra'[1].

Eu costumo pensar num novo converso como um diamante em bruto, cuja verdadeira beleza como jóia vai-se revelando gradualmente por meio de um processo de lapidagem e polimento. Isto exige uma técnica de mestre, aliada à paciência, amor e a uma dedicação consistente

Quando um diamante é extraído de uma mina não tem um aspeto belo. Um perito com muitos anos de treino e experiência tem de o trabalhar antes que isso aconteça. O Senhor deseja que todos os Seus filhos venham a Cristo e 'sejam aperfeiçoados Nele”[2]. Tal como diamantes cintilantes, os Santos dos Últimos Dias aperfeiçoados são belos, nobres e magníficos. A sua fé e as suas obras brilham como um farol de luz perante o mundo e não há dúvida de que eles são diferentes e únicos.

Percorrer o caminho rumo à perfeição é, frequentemente, uma jornada assustadora. Pois requer um esforço e sacrifício consideráveis. E também requer perseverança. E, definitivamente, envolve saber o que fazer e como fazê-lo. Na Sua misericórdia, o Senhor determinou que os Seus filhos precisam trabalhar em conjunto, ajudando-se mutuamente, de modo a alcançarem sucesso no cumprimento das leis do Evangelho. Quando Alma se reuniu junto das águas de Mórmon, enquanto fugia dos servos iníquos do rei Noé, um 'número divino' de seguidores estavam desejosos de fazer convénios com Deus. Ama, sentindo que estes estavam prontos para o batismo, pois estavam dispostos “a carregar os fardos uns dos outros, para que ficassem leves (...), a chorar com os que choram (...), consolar os que necessitam de consolo e servir de testemunhas de Deus em todos os momentos e em todas as coisas e em todos os lugares (...), mesmo até a morte.'[3].

ficassem

Os novos membros provaram pela primeira vez do Espírito de Deus. Isto aconteceu em virtude de membros e missionários lhes terem prestado testemunho. Eles sentiram a veracidade do Evangelho na sua mente e no seu coração, por meio do Espírito Santo, que veio sobre eles, e habitou nos seus corações[4]. Agora, no cumprimento do convénio batismal precisam ser amados e nutridos, para que, por meio deste exemplo, sintam uma alegria ainda maior e desenvolvam o desejo de fazer pelos outros o que foi feito por eles.

provaram

Tal como o falecido Presidente Gordon B. Hinckley nos lembrou, um novo converso teve de abandonar hábitos passados ​​e até mesmo velhos amigos e companheiros. Esta partida drástica de velhos para novos costumes não é fácil e o novo converso, muitas vezes corre o risco de sentir desânimo. Lembrem-se dos filhos de Israel, de quando foram libertados da escravidão no Egito. À medida que enfrentavam as dificuldades da vida no deserto, enquanto eram levados para a 'terra prometida', eram muitas vezes distraídos do seu propósito e desejavam poder regressar ao Egito[5]. Por falar em novos membros, este era o desafio profético do Presidente Hinckley:

'Cada um deve ter três coisas: um amigo, uma responsabilidade e ser nutrido pela 'boa palavra de Deus'[6]. É nosso o dever e a oportunidade de provê-los com estas coisas.'[7]

É a minha fervorosa oração, que cada um de nós receba os novos conversos da Igreja de braços abertos, com paciência e bondade, e com amor genuíno e altruísta. Ao fazê-lo, seremos uma parte significativa da religião[8] pura e imaculada, ajudá-los-emos a brilhar como diamantes e, nós próprios, brilharemos ainda com mais esplendor. Em última instância, ajudá-los-emos a desenvolver os atributos Cristãos na medida em que os desenvolvemos em nós mesmos. 

 


[1] D&C 1:30

[2] Moróni 10: 32

[3] Mosias 18: 8-9

[4] D&C 8:2

[5] Êxodo 16: 3

[6] Moróni 6:4

[7] Liahona, Fev. 1999, “Cada Converso É Precioso”

[8] Tiago 1.27