Pular para a Navegação Principal

O que a Bíblia nos Ensina sobre a Trindade: Pai Celestial, Jesus Cristo e o Espírito Santo

O que a Bíblia nos Ensina sobre a Trindade: Pai Celestial, Jesus Cristo e o Espírito Santo

Tal como a maioria do mundo cristão, os Santos dos Últimos Dias (também conhecidos como Mórmons) acreditam em Deus o Pai, em Jesus Cristo e no Espírito Santo. Mas, ao contrário de alguns cristãos que acreditam na Trindade, os Mórmons acreditam que o Pai, o Filho e o Espírito Santo são três personagens distintos. O Pai e o Filho possuem ambos corpos glorificados de carne e osso, e o Espírito Santo tem apenas um corpo de espírito, sendo que os três membros da Trindade são totalmente unos no Seu propósito e no Seu amor por nós (ver Jeffrey R. Holland, “O Único Deus Verdadeiro, e Jesus Cristo, a Quem [Ele Enviou]”, Liahona, novembro de 2007).

A doutrina dos Santos dos Últimos Dias sobre Deus o Pai

Os Mórmons acreditam que todos os homens, mulheres e crianças sobre a face da Terra são filhos espirituais de Deus, o nosso Pai Celestial perfeitamente amoroso. Deus deseja que todos os Seus filhos sejam felizes e trabalha pelo bem-estar eterno dos Seus filhos (ver Moisés 1:39). A doutrina dos Santos dos Últimos Dias ensina que todos viveram com Deus como espíritos antes de nascer, e que era o nosso desejo tornarmo-nos como Ele é. Deus criou um plano de felicidade que permitiria a todos os Seus filhos nascer na Terra para ganhar experiência, ser redimidos pela fé em Jesus Cristo, morrer, ressuscitar e voltar novamente a viver com Deus. O plano de Deus centrou-se na Expiação de Jesus Cristo e na capacidade dos indivíduos poderem escolher por si mesmos, seguir ou não esse plano. Deus, o Pai, não fala frequentemente nas Escrituras, mas quando o faz, testifica do Seu Filho, Jesus Cristo (ver Mateus 3:17). Ao conhecermos Jesus Cristo, acabamos por conhecer o Pai (ver João 14:9–10).

João batiza Jesus Cristo

A doutrina dos Santos dos Últimos Dias sobre Jesus Cristo

Os Santos dos Últimos Dias acreditam que Jesus Cristo foi escolhido para se tornar no nosso Salvador muito antes de nascermos. Embora Ele fosse o poderoso Criador do Mundo e o Jeová do Antigo Testamento, Jesus Cristo nasceu na mais humilde das circunstâncias (ver Lucas 2). A virgem Maria foi a sua mãe mortal e Deus foi o Seu pai. Os Santos dos Últimos Dias também acreditam que, sendo a única pessoa perfeita que jamais existiu sobre a Terra, Jesus Cristo era o único que poderia expiar pelos pecados e falhas de toda a humanidade. Ele sofreu imensamente no Jardim do Getsêmani e na cruz para poder pagar pelos nossos pecados e conseguir saber como nos confortar nas nossas aflições (ver Lucas 22:41–44). Ele fez sempre a vontade do Seu Pai. Os Santos dos Últimos Dias acreditam no ensinamento Bíblico de que Jesus Cristo foi literalmente ressuscitado num ser glorioso e aperfeiçoado e que um dia voltará a reinar com poder e grande glória sobre a Terra (ver Princípios do Evangelho [2009], 267-71).

A doutrina dos Santos dos Últimos Dias sobre o Espírito Santo

O Espírito Santo é o único membro da Trindade que não possui um corpo físico. O seu corpo espiritual permite-Lhe transmitir o amor, a paz e a alegria de Deus aos filhos de Deus em todos os lugares. Como a Bíblia nos ensina: “Mas o fruto do Espírito é caridade, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança” (Gálatas 5:22–23). A doutrina dos Santos dos Últimos Dias ensina que o Espírito Santo pode confortar-nos, ensinar-nos e ajudar-nos a escolher entre o certo e o errado. O Espírito Santo também nos dará sempre testemunho do Pai e do Filho. Todos podem sentir o Espírito Santo, mas apenas os que foram batizados e confirmados têm o direito de O ter sempre consigo.

Saiba mais

Deseja saber mais acerca de Deus o Pai, de Jesus Cristo, do Espírito Santo e do amor que Eles têm por si? Para saber mais acerca do plano de Deus para si e para a sua vida, visite o site mormon.org.